Tantra para Mulheres

Quando falamos a respeito da sexualidade e do corpo da mulher, encontramos ainda muitas barreiras e estigmas. As circunstâncias sob as quais as mulheres vêm sendo criadas são extremamente repressoras, violentas e não compreensivas quanto ao tempo, à sexualidade e aos ciclos femininos. Por esse motivo, presenciamos diariamente mulheres cheias de dúvidas e que não se sentem bem em seus corpos. Carregadas de traumas, inseguranças, falta de autoconhecimento e falta de empoderamento, há uma lacuna imensa que preenche o espaço interior de muitas mulheres na nossa sociedade atual.

Os ensinamentos sobre o prazer e a sexualidade da mulher, para a grande maioria das pessoas, ainda vem da indústria pornográfica – que violenta, objetifica, vulgariza e não respeita em nenhum aspecto a verdadeira natureza das respostas sexuais femininas. Esse fato culmina em uma sociedade desinformada e que não enxerga o corpo da mulher com a devida complexidade e devoção que deveria ser visto. Assim, as mulheres não aprendem ao longo de sua história a cuidarem de seus corpos, nem a acessarem sua sexualidade de maneira prazerosa, acolhedora e transformadora.

Nesse sentido, a filosofia tântrica contempla algumas das mais potentes práticas para as mulheres se conectarem com seus corpos e com sua sexualidade de maneira legítima e sagrada. O Tantra é uma filosofia matriarcal, que entende o aspecto feminino como o grande criador e propagadora de vida, da energia divina. A Yoni (termo que entendemos como “vagina” no ocidente) é honrada como um templo sagrado, pelo qual a mulher é capaz de reunir toda a sua potência criativa e sexual. O processo de cura e transformação da mulher se inicia logo nesse ponto, em que passa a denominar seu órgão genital com uma palavra que significa "passagem divina", "fonte de vida" e/ou "templo sagrado".

Nas práticas tântricas, o corpo é explorado a partir da sua mais profunda sensorialidade, deixando de lado qualquer preconceito, estigma sobre a sexualidade, preocupação com a forma do corpo e, sim, se conectando com sua verdadeira essência – o poder de sentir, de habitar um corpo. Para as mulheres, se conectar com essa forma do sentir que o Tantra propõe é extremamente libertador, visto que podem aproveitar os momentos de prazer com a verdadeira expressão de quem são.

No ato sexual ainda encontra-se uma obsessão pela penetração e não há um reconhecimento – nem por parte dos homens e nem das mulheres- das necessidades reais da mulher para que mergulhe em seu prazer e atinja o orgasmo.

 

O prazer, o orgasmo, o ato sexual e o corpo feminino são visto como sagrados, o que abre espaço para que as mulheres aprendam a explorar e manejar seus corpos, entendendo sua sexualidade de uma maneira muito mais natural, se reconectando com o prazer e chegando a níveis orgásticos de expansão de consciência.

Participe dos nossos cursos:

Leia mais:

O Tantra também auxilia as mulheres a conduzirem sua energia sexual para a totalidade do corpo, experimentando uma grande potência orgástica e vivenciando experiências únicas de prazer expandido – não somente na região do genital. Existe um trabalho de desgenitalização do prazer, permitindo que o corpo inteiro recupere e amplie suas capacidades orgásticas; que, na grande maioria dos casos, estão adormecidas. Dentro das experiências tântricas, a mulher se conecta não somente a aspectos físicos e mentais, mas, também, a aspectos espirituais.

A espiritualidade é vivenciada quando, nesse movimento de expansão do sentir, a mulher se conecta ao todo, integrando a si mesma com o universo que a cerca. Essa conexão traz à tona o verdadeiro sentido do Amor, da divina união entre tudo o que é vivo dentro e fora de si. O trabalho do Tantra para as mulheres expande a potência vital criativa do corpo e da energia feminina fazendo emergir a transcendência e estados alterados de percepção e de consciência. Com o Tantra, as mulheres aprendem a manejar sua energia sexual, se sentem livres em seus corpos, atingem um expandido potencial orgástico, curam diversas dores relacionadas ao corpo e ao ato sexual, sensibilizam o corpo, aumentam a capacidade de entrega e confiança.

 

Para mulheres que desejam vivenciar o maior de seu potencial criativo e sensorial, descobrindo os reais valores de suas essências, o Tantra é um grande caminho. Para mulheres que desejam desconstruir padrões sociais que reprimem seus corpos e sua individualidade, que querem se empoderar, gozar a vida, expandir suas capacidades orgásticas o Tantra é um grande caminho. Para mulheres que sentem que dentro de si há essa latente vontade de se descobrir em seu sentido mais visceral, profundo e verdadeiro, o Tantra é um grande caminho. O Tantra é um grande caminho.

Texto Equipe Aos Caminhos, Ilumina

​© 2023 por Aos Caminhos. Todos os direitos reservados.